Veeam – Backup do Veeam Server – Introdução e Configuração

 

Olá, pessoal!

Quando falamos sobre Veeam ficamos tão focados em criar um ambiente de backup e replicação bem definidos para nossas VMs que podemos esquecer que o próprio Veeam Server precisa também ser protegido. Nesse post irei falar um pouco em como podemos proteger nossos servidores de Veeam e quais são as melhores práticas recomendadas pela Veeam para fazer isso.

Antes de mais nada, se o seu servidor de Veeam é virtual, não crie réplicas ou backup utilizando o próprio Veeam para isso. Segundo as melhores práticas da Veeam pode acontecer algum problema de corrupção de dados durante o processo de snapshot utilizado pelo Veeam, então não é recomendado.

O correto é sempre fazer o backup das configurações do Veeam que já vem configurado por default após instalarmos o Veeam pela primeira vez, como na imagem abaixo:

Esse backup nada mais é que um arquivo que contém todas as configurações do seu servidor de Veeam, isso inclui todos os objetos, Jobs, sessões, etc. Um exemplo do arquivo de backup:

Com esse arquivo, se perdermos nosso servidor de Veeam podemos reinstalar em um novo servidor e carregar o último backup. Com isso teremos todas as configurações e Jobs e o servidor estará totalmente funcional. Apesar do backup já estar configurado por padrão, ele não segue algumas recomendações da Veeam e por isso devemos alterar algumas configurações. A primeira e mais importante é que não devemos gravar nosso backup no próprio servidor do Veeam, senão se acontecer algum desastre nossos arquivos de backup das configurações do Veeam também serão perdidos.

A única opção para gravar nossos arquivos de backup da configuração do Veeam é utilizando repositórios do Veeam. Então nosso primeiro passo é criar um repositório que aponte para um local externo ao nosso servidor. Pode ser qualquer uma das opções disponíveis na criação de repositórios. Nesse caso irei utilizar a opção de “Shared Folder”.

Em “Backup Repositories” vamos criar um novo repositório clicando em “Add Backup Repository”.

Defina um nome e clique em “Next”.

Escolha a opção que melhor se adeque ao seu ambiente, nesse caso quero criar um repositório que seja uma pasta compartilhada. Clique em “Next” para prosseguir.

Na próxima tela apenas defina o share onde quer gravar os arquivos de backup. Se for necessário podemos definir também as credenciais para acessar esse share. Clique em “Next” para prosseguir.

Na próxima tela podemos definir a quantidade de tarefas que podem rodar nesse repositório e também limitar o I/O. Como esse repositório será utilizado apenas para gravar o backup das configurações do Veeam, irei manter tudo no padrão da ferramenta. Clique em “Next” para prosseguir.

Na tela de “Mount Server” pode manter as configurações e clicar em “Next”.

Clique em “Apply”.

Clique em “Finish” para finalizar a criação do repositório.

Agora que temos o repositório criado podemos alterar as configurações do backup. Selecione o novo repositório.

Defina a quantidade de restore points que você deseja guardar no repositório. O padrão é 10, mas manterei apenas 5. Defina também o horário que o backup das configurações será iniciado todos os dias.

Por último, devemos criptografar esse backup para mantê-lo protegido. Se algum job de backup no seu servidor de Veeam já utiliza criptografia, então é obrigatório habilitar a criptografia no backup de configuração também.

Clicando em “Backup Now” podemos gerar um arquivo de backup imediatamente. O arquivo será gravado no repositório com sucesso.

É isso, pessoal.

Qualquer dúvida sobre a configuração do backup é possível verificar na documentação da Veeam CLICANDO AQUI.

 

One Comment